Não te deixarei morrer, Vídeo-Árbitro



Já todos sabíamos que não ia ser fácil introduzir um mecanismo que visa aumentar a veracidade de uma competição que está viciada há demasiado tempo. Ainda assim, tiro o chapéu a quem sempre lutou para que isto fosse possível.

Hoje fecha-se a primeira jornada. Somando o jogo da Supertaça, foram dez os jogos analisados por equipas de arbitragem compostas por árbitro, fiscais de linha, quarto árbitro e vídeo-árbitro e só em dois destes jogos houve lances grosseiramente mal ajuizados pelo conjunto de arbitragem: o jogo da Supertaça e o benfica - Braga. Em ambos os casos, o beneficiado foi o benfica. Aqui é chamada à responsabilidade a Liga. Que se mostrem as feeds de vídeo e audio que levaram à tomada da decisão de forma a expôr as motivações dos padres para escolher prejudicar ou beneficiar um clube.

Esta campanha visa provar que, com ou sem vídeo-árbitro, são os donos disto tudo. Mas não passa de fachada, uma manobra desesperada para fazerem de conta que ainda têm o poder. A discussão que se gerou hoje no país é a melhor prova que o vídeo-árbitro faz toda a diferença. As pessoas começaram a perceber o que realmente vai mal no futebol português. A podridão instalada não tem mais para onde fugir. A manipulação de imagens da btv não tem mais como ser justificada e nós, adeptos, podemos finalmente começar a esfregar na cara de tudo o que é lampião que não passam de uns seguidores, uns zealots, de um clube de corruptos que sem subterfúgios não ganhariam uma beata. E que os Ferreiras Nunes desta vida, que lhes lambiam o escroto, serão o primeiro passo para a sua despromoção.

Por isso, caros Sportinguistas e amantes do desporto no geral, não se deixem ir em cantigas. Lutem a boa luta. Lutem contra a mentira que vos tentam dar de comer ao pequeno almoço. Lutem contra o Sistema e não deixem morrer aquela que pode ser a nossa melhor arma para denunciar e combater o Estado Lampiânico e A Grande Mentira.


Comentários

Enviar um comentário