Não é "bater com a porta", é exigir a si mesmo!



Uma época sem títulos é uma má época para o Sporting. Desengane-se quem pensa de outra maneira. Um Clube centenário tem responsabilidades e os seus dirigentes sabem-no.

José Barata, jornalista na Renascença, escreveu um artigo onde diz que Bruno de Carvalho "admite bater com a porta se não for campeão na próxima época". Ao principio fiquei chocado mas depois foi fácil perceber que esta frase até pode bater certo. Não na questão de "bater com a porta" mas na perspectiva de reflectir sobre a sua continuidade, tal como fez na altura das eleições.

O Sporting, finalmente, recuperou a cultura de exigência máxima. E se o Presidente exige aos adeptos, atletas e treinadores é mais que normal que também exija o máximo de si mesmo e da sua equipa.

Fico feliz por esta postura de Bruno de Carvalho. É sinal de que não é o tiranete que querem fazer dele. É um homem de exigência máxima ao serviço do Sporting Clube de Portugal. Que nunca mude porque o seu sucesso é o nosso sucesso.

É claro que este "bater com a porta" é um eufemismo. A mensagem a ser lida é que esta é uma época importante onde todos os Sportinguistas devem estar unidos e, acima de tudo, preparados para as constantes ondas de ataques que iremos sofrer. Só em conjunto conseguiremos levar o Sporting à tão desejada glória.



Comentários